.

Memories




Hey meus amores! Aos poucos eu estou voltando ao blog, postando alguns textos e reflexões que eu faço quando vem a minha cabeça. Agora vai ter uma outra novidade, vou começar a fazer um diário de intercâmbio contando como foi a minha experiência morando na Nova Zelândia durante esse ano de 2016 então caso vocês tenham alguma curiosidade já deixem aqui para que eu possa responder nos próximos posts. 

Teria sido diferente se você soubesse que aquela era a ultima vez?

Muitas vezes deixamos as simples coisas, pensamentos, sentimentos, demonstração de afeto e momentos passarem. Depois eu converso, depois eu ligo, depois eu te vejo, depois eu explico, depois eu te respondo, depois eu te amo, depois eu vivo... Será que você realmente terá outra oportunidade? E se aquela era a ultima vez? Você fez valer apena? Doou toda a sua intensidade? Mostrou o que você realmente é, viveu de verdade ou só existiu? Uma coisa que eu aprendi com a vida é que nada é eterno então sempre mostre o seu verdadeiro eu, demonstre seus sentimentos e não se prive dos seus desejos. Falando assim até parece ser fácil né? Mas a falta dessas coisas é bem pior, o pior de tudo é que já estamos em um comodismo tão grande com a indiferença que passou a ser normal. A vida acontece sempre no presente e não pode ser economizada para amanhã, precisamos descobrir o que nos limita para poder sair desse casulo e finalmente virar uma bela borboleta, aprendendo a viver um dia de cada vez e aproveitando ao máximo dele porque não sabemos o que esperar do dia seguinte. Faça de sua vida extraordinária.
                                                                                                                    - Carpe Diem





O mundo se perdeu

O mundo esta chorando. As pessoas não se dão bom dia, perguntam como você esta apenas por costume e não por real preocupação, o celular sempre esta em sua mão muitas vezes roubando conversas e momentos que poderiam ter sido incríveis. Um lugar onde ninguém se apega só se pega, busca apenas seus interesses pessoais, um povo que esta cada vez mais alienado e "emburrecendo", muitas famílias se desfazendo, um lugar onde o corpo vale mais do que o conteúdo, o mundo da indiferença onde você não da valor nem para a sua família... se já não bastasse tudo isso o mundo esta em guerra, várias pessoas, crianças inocentes morrendo, isso acontecendo diante dos nossos olhos e continuamos com as mesmas atitudes. Até quando vamos continuar sendo egoístas? Não querer sair da zona de conforto? Cade a empatia? A falta dessas várias coisas, a falta de diálogo, a falta de atenção forma um abismo entre as pessoas. Pense um pouco em todas as suas atitudes, se motive a ser uma pessoa melhor e compartilhe desse sentimento com o próximo que será um bom começo para salvarmos o mundo pois assim como somos a única raça capaz de destruir ele, somos os únicos capaz de salvar-lo.

I just need you

I really don't know why I like you too much, we never have a properly conversation. The energy you transmits me is good, I feel safe in your arms, a fire in your kiss and I'm jealous about someone who is not mine, you. Idk why is so hard talk with you, to be honest you never help, you never send me messengers when we are not together, show interest and that kind of things. Actually you do when we are together and this make me really confused, what do you want with me? this love consumes me but whatever I just want to a properly conversation, I want go out with you not just for a kiss, I wanna be your friend, know your adventures and history, know what you like or not like, I wanna be your friend, a passion and adventure, I need you.
                                 -For my piscean


Permita-se

Você já parou pra pensar em quantas coisas já se passaram, oportunidades perdidas pelo seu simples medo de sair da zona de conforto? Nós estamos dentro de uma imensidão e se pararmos pra pensar somos basicamente nada, olha o tamanho do universo e tudo isso ainda tão desconhecido para nós, difícil pensar assim né? Porque estamos aqui? Qual o nosso objetivo? Os nossos valores? Porque seguir padrões? Se limitar? Ter medo de viver. Você acha mesmo que diante de tudo isso sua preocupação maior deveria ser o que os outros pensam ou o simples medo de errar? Temos que nos permitir, se permitir amar, se aventurar, viajar, sair com você mesmo, se conhecer, estudar, sair da zona de conforto, se decepcionar, chorar, sorrir, agradecer, impor os seus próprios padrões e não aqueles que são impostos pela sociedade, buscar a sua essência, não se importar com a opinião alheia, be yourself, no final essa será a coisa que mais importa, afinal, do que adianta você passar a vida toda sendo o que os outros querem que você seja? Não podemos simplesmente existir, precisamos viver. Aproveitar cada segundo, seja ele bom ou não, porque isso que é o gostoso da vida, poder viver ela e se descobrir.